comunicação

Notícias

27 de junho de 2017

CNT cria Fórum
de Inovação do Transporte

CNT cria Fórum

Para pensar o presente e o futuro do transporte brasileiro, refletindo sobre as necessidades e possibilidades de melhorias, com novas tecnologias e propostas inovadoras, a CNT criou neste ano o Fórum de Inovação do Transporte. Serão debatidos projetos e inovações que possibilitam o desenvolvimento do setor e dos trabalhadores do transporte. A coordenação das ações será feita pelo ITL (Instituto de Transporte e Logística), e muitos projetos serão promovidos pelo SEST SENAT. O primeiro deles acontecerá em parceria com a Universidade de Stanford, dos Estados Unidos.

Entre os dias 24 e 26 de julho, o SEST SENAT promoverá um workshop, em Brasília, com a participação de professores norte-americanos. Serão abordados temas como o futuro do treinamento dos profissionais do setor transportador, liderança, ferramentas para a tomada de decisão, tendências tecnológicas como big data e inteligência artificial. Os workshops serão realizados em diferentes fases, envolvendo diversas lideranças do setor. Receberão treinamento alguns multiplicadores de ideias inovadoras, que estimularão a implementação de novas tecnologias e métodos criativos de educação nos cursos do SEST SENAT em todo o país.

De acordo com o presidente da CNT, Clésio Andrade (foto), essa iniciativa cria alternativas que possibilitam o fortalecimento do setor no Brasil. Ele também considera que investir na capacitação dos profissionais é um caminho imprescindível para promover a inovação. “Precisamos estar atentos às tendências de diferentes partes do mundo para tornar o transporte brasileiro mais competitivo e para preparar melhor os nossos trabalhadores. Queremos pensar o presente e o futuro, com eficiência. O investimento no capital humano e nos treinamentos de qualidade é fundamental”, afirma Clésio Andrade. Esse primeiro projeto do Fórum de Inovação do Transporte foi fruto também da atuação do Escritório da CNT na Alemanha para aproximar o trabalho da universidade norte-americana com o SEST SENAT, a Confederação e o ITL.

O diretor do Escritório da CNT na Alemanha, Thiago Ramos dos Santos, afirma que a Universidade de Stanford está entre as dez primeiras colocadas de todos os rankings de melhores universidades do mundo, e em primeiro de vários deles. “A Universidade de Stanford é a precursora de todo potencial do Vale do Silício nos Estados Unidos - a região de onde vêm surgindo as principais inovações em tecnologias e as maiores inovações em modelos de negócios no mundo. São desenvolvidas propostas que buscam quebrar paradigmas e fazer as mesmas coisas de forma diferente, mais eficiente, mais barata e mais adaptada à realidade atual”, afirma Thiago Ramos.

Cynthia Castro - Agência CNT de Notícias

Compartilhe esta notícia

últimas notícias

21 de julho de 2017

Fetronor participa de encontro na Fecomércio

Café da manhã reuniu entidades do setor produtivo do RN

20 de julho de 2017

Despoluir visita EM Maria Alexandrina Sampaio

Alunos conheceram o Programa Ambiental do Transporte

MAIS NOTÍCIAS