comunicação

Notícias

27 de junho de 2017

CNT cria Fórum
de Inovação do Transporte

CNT cria Fórum

Para pensar o presente e o futuro do transporte brasileiro, refletindo sobre as necessidades e possibilidades de melhorias, com novas tecnologias e propostas inovadoras, a CNT criou neste ano o Fórum de Inovação do Transporte. Serão debatidos projetos e inovações que possibilitam o desenvolvimento do setor e dos trabalhadores do transporte. A coordenação das ações será feita pelo ITL (Instituto de Transporte e Logística), e muitos projetos serão promovidos pelo SEST SENAT. O primeiro deles acontecerá em parceria com a Universidade de Stanford, dos Estados Unidos.

Entre os dias 24 e 26 de julho, o SEST SENAT promoverá um workshop, em Brasília, com a participação de professores norte-americanos. Serão abordados temas como o futuro do treinamento dos profissionais do setor transportador, liderança, ferramentas para a tomada de decisão, tendências tecnológicas como big data e inteligência artificial. Os workshops serão realizados em diferentes fases, envolvendo diversas lideranças do setor. Receberão treinamento alguns multiplicadores de ideias inovadoras, que estimularão a implementação de novas tecnologias e métodos criativos de educação nos cursos do SEST SENAT em todo o país.

De acordo com o presidente da CNT, Clésio Andrade (foto), essa iniciativa cria alternativas que possibilitam o fortalecimento do setor no Brasil. Ele também considera que investir na capacitação dos profissionais é um caminho imprescindível para promover a inovação. “Precisamos estar atentos às tendências de diferentes partes do mundo para tornar o transporte brasileiro mais competitivo e para preparar melhor os nossos trabalhadores. Queremos pensar o presente e o futuro, com eficiência. O investimento no capital humano e nos treinamentos de qualidade é fundamental”, afirma Clésio Andrade. Esse primeiro projeto do Fórum de Inovação do Transporte foi fruto também da atuação do Escritório da CNT na Alemanha para aproximar o trabalho da universidade norte-americana com o SEST SENAT, a Confederação e o ITL.

O diretor do Escritório da CNT na Alemanha, Thiago Ramos dos Santos, afirma que a Universidade de Stanford está entre as dez primeiras colocadas de todos os rankings de melhores universidades do mundo, e em primeiro de vários deles. “A Universidade de Stanford é a precursora de todo potencial do Vale do Silício nos Estados Unidos - a região de onde vêm surgindo as principais inovações em tecnologias e as maiores inovações em modelos de negócios no mundo. São desenvolvidas propostas que buscam quebrar paradigmas e fazer as mesmas coisas de forma diferente, mais eficiente, mais barata e mais adaptada à realidade atual”, afirma Thiago Ramos.

Cynthia Castro - Agência CNT de Notícias

Compartilhe esta notícia

últimas notícias

22 de novembro de 2017

Empresário Arthur Bruno Schwambach

Fundador do Grupo Borborema

21 de novembro de 2017

Governo regulamenta Pró-Transporte até 2020

Seleção de propostas do Refrota continuará com as regras atuais.

17 de novembro de 2017

Investimento nas rodovias é menor

que o gasto com acidentes - conforme pesquisa CNT

MAIS NOTÍCIAS