comunicação

Notícias

17 de janeiro de 2018

FNP e NTU
defendem CIDE municipal

FNP e NTU

A instituição da Cide Municipal como alternativa para o barateamento das tarifas de transporte público continua sendo defendida pela Frente Nacional de Prefeitos (FNP). Nesta quarta-feira, 17, o presidente em exercício da entidade, Carlos Amastha, se reuniu com o presidente da Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos (NTU), Otávio Cunha (foto), para tratar de ações que contribuam para a celeridade no encaminhamento da proposta.

"País rico não é o que tem mais carros. É o que tem um transporte público de qualidade acessível", destacou Amastha. Segundo ele, a proposta da Cide Municipal tem que ser vista como uma maneira de financiar o serviço, mas, sobretudo como forma de qualificar o serviço e garantir cidadania. "O subsídio que defendemos é para o cidadão, é para o usuário que depende do transporte público. Um sistema de qualidade vai refletir melhorias em toda a cadeia, reduzindo, por exemplo, índices de acidente de trânsito e atendimento na saúde", disse.

De acordo com o presidente da NTU, a prioridade ao transporte público deve ser uma bandeira nacional. "A CIDE Municipal está no nosso planejamento deste ano. Vamos trabalhar nessa agenda positiva para os municípios e contamos com a força institucional da FNP nesse trabalho", declarou Cunha.

Para garantir o sucesso da pauta, Amastha defendeu a realização de "um debate maduro e sério", em que possam ser pontuados os argumentos da proposta. Em conjunto com a NTU, a deliberação da FNP foi pela realização de um encontro com líderes partidários. A previsão é que essa discussão seja promovida já na segunda quinzena de fevereiro.

O presidente da FNP também declarou apoio na sensibilização dos prefeitos. "Vamos trabalhar juntos. O transporte público precisa de financiamento", ressaltou Amastha.

Cide Municipal

Pauta recorrente da FNP, a Cide Municipal foi apresentada à comissão especial da Câmara dos Deputados que analisa mudanças nos recursos da Cide-Combustíveis, dia 1º de março de 2016, pelo então presidente da entidade, Marcio Lacerda. Na ocasião, Lacerda destacou a importância de autorizar os municípios a criarem seus próprios impostos sobre combustível para subsidiar passagens do sistema público de transporte urbano.

Compartilhe esta notícia

últimas notícias

17 de agosto de 2018

Fetronor participa do relançamento do Mais RN

Documento faz alerta para trajetória do declínio econômico do Estado

16 de agosto de 2018

Despoluir vai vistoriar frota de Campina Grande-PB

Aferições nos ônibus começam no dia 20/08

13 de agosto de 2018

CRNE II vai se reunir nos dias 17 e 18 em Bananeiras-PB

Encontro vai debater sobre o tema "Comunicar para vender. Divulgar para comunicar"

MAIS NOTÍCIAS