comunicação

Notícias

25 de setembro de 2017

Número de ônibus
incendiados cresce em 2017

Número de ônibus

O número de ônibus incendiados no país não para de crescer. De janeiro a 19 de setembro de 2017, 312 coletivos já foram queimados criminalmente. A quantidade já é maior do que os 262 registrados durante todo o ano passado.As empresas levam até quatro meses para substituir um ônibus queimado e o custo para a reposição é incluído no preço das tarifas. Ou seja, no final das contas, quem paga a conta é a própria população.

A pena para quem comete esse tipo de crime é de dois a quatro anos, mas, conforme apurou a TV Globo, ninguém foi preso até hoje. E olha que casos não faltam. Desde 2004, 2080 ônibus foram queimados no Brasil.Cada ônibus leva, em média, 500 passageiros por dia, de acordo com a Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos (NTU). O índice leva à constatação de que quase 160 mil vagas em coletivos foram perdidas com os incêndios.

Além do prejuízo no atendimento a quem depende do transporte público, o fogo em ônibus ainda traz o risco de acidentes. Vinte pessoas, entre passageiros e funcionários de cooperativas, já morreram em ataques a veículos. Sem falar nos que ficaram feridos.

Pelas contas das empresas, o estado de São Paulo concentra o maior número de crimes do tipo dos últimos 14 anos: 661. Mas é o Rio de Janeiro que, em 2017, contabiliza mais ataques a coletivos: 77. Quase 50 só na capital fluminense.

Fonte: NTU

Compartilhe esta notícia

últimas notícias

08 de dezembro de 2017

Concurso de redação "Despoluir para preservar"

Conheça os vencedores do projeto do Despoluir-Fetronor

07 de dezembro de 2017

Empresário Marconi Gouveia Filizzola

da empresa Cidade Alta, do Recife-PE

06 de dezembro de 2017

Segurança e economia para o transporte

Simuladores estão sendo utilizados no treinamento de motoristas

MAIS NOTÍCIAS