comunicação

Notícias

12 de março de 2020

Atendimentos do
Sest Senat cresce 21%

Atendimentos do

O empenho do SEST SENAT em servir o setor de transporte remonta a 1994, ano em que foi inaugurada a unidade pioneira de Vila Jaguara, em São Paulo. Desde então, a entidade vem avançando em quantidade e qualidade, com a expansão e a melhoria da rede e uma oferta cada vez mais diversificada de atendimentos. O ano passado não foi diferente, mas exibiu números excepcionais, que merecem ser destacados.

Entre janeiro e dezembro de 2019, foram realizados 12,8 milhões de atendimentos – 21% a mais do que em 2018. Esse crescimento chama a atenção por dois motivos. Primeiro, porque ele se dá em um momento de "compasso de espera" no país, em que a produção industrial e o mercado de trabalho retomam a tração lentamente. Indicador bastante confiável da pujança econômica é o PIB (Produto Interno Bruto), que não deverá registrar mais do que 1,2% de alta no acumulado do ano.

Segundo, porque os 21% não vieram acompanhados de aumento nos custos da instituição, que ficaram estáveis. A conclusão é que os processos internos se aperfeiçoaram, de modo a entregar uma maior eficiência. "Todo o nosso trabalho está focado em inovação, com otimização dos recursos, melhoria dos processos, transparência na gestão e, cada vez mais, qualificação da mão de obra do setor", ressalta Vander Costa, presidente da CNT (Confederação Nacional do Transporte), dos Conselhos do SEST e do SENAT e do ITL (Instituto de Transporte e Logística).

Reconhecimento dos empresários

Os bons números exibidos pelo SEST SENAT foram captados pelo Relatório de Atividades 2019. Na parte de educação profissional, eles atestam o empenho da entidade em oferecer um portfólio de cursos pensados para promover soluções inovadoras às demandas dos transportadores, sempre com foco na qualidade dos serviços.

Hoje, por exemplo, a rede mantém 121 simuladores de direção em funcionamento, em todo o Brasil. Utilizado em uma diversidade de treinamentos, o equipamento é a estrela da Escola de Motoristas, que entregou 16,2 mil atendimentos ao longo do ano e que aposta nas capacitações teórica e prática para condutores habilitados nas categorias D ou E. Nesse mesmo sentido, o SEST SENAT desenvolve o projeto Jovem Aprendiz (2,2 milhões de atendimentos) e incentiva que cobradores de ônibus abracem a profissão de motorista (projeto Qualificação de Cobradores, com 3.792 adesões).

Diretor-presidente da Lots Group no Brasil, Huber Mastelari afirma que o know-how do SEST SENAT pode ser aproveitado de muitas formas. Especializada em operações fora de estrada, sobretudo em pedreiras e canaviais, a empresa investe, fortemente, em tecnologia embarcada. "É uma parceria superimportante para nós, investidores. A gente traz equipamentos de última geração e precisa capacitar a equipe local e dar acesso a essas novas tecnologias", explica. "Eu tive o prazer de conhecer o simulador de vocês. Com ele, é possível trabalhar questões reais sem risco, sendo que um dos pilares da nossa empresa é a segurança", complementa.

Compartilhe esta notícia

últimas notícias

25 de setembro de 2020

Câmara aprova mudanças na CNH e

código de trânsito

24 de setembro de 2020

Desemprego subiu 27,6% em quatro meses

de pandemia no Brasil

24 de setembro de 2020

Aplicativo permite pagamento de multas

com 40% de desconto

MAIS NOTÍCIAS