comunicação

Notícias

17 de novembro de 2014

Como funciona o transporte público?
NTU lança campanha para esclarecer o usuário

Como funciona o transporte público?

Você sabe como funciona o transporte público por ônibus? Para responder esta pergunta, a Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos (NTU) lança uma campanha para esclarecer a sociedade sobre as atribuições de quem fornece o serviço (empresas) e de quem o contrata (poder público). Na série de cinco vídeos, a campanha retrata ainda os custos envolvidos na operação, a definição de tarifa e a necessidade de investimentos.

Para o presidente executivo da NTU, Otávio Cunha, um dos motivos para o lançamento da campanha é a falta de esclarecimento do usuário sobre o funcionamento do sistema de transporte público por ônibus, isso leva o cidadão a cobrar das empresas atribuições que competem ao órgão gestor.“Com essa iniciativa pretendemos esclarecer várias questões que envolvem o serviço de transporte coletivo, entre elas, o papel do empresário de ônibus, que segue as determinações do contrato de serviço, efetivado por meio de concorrência pública", explica. O presidente esclarece que os contratos são definidos por secretárias de transporte e trânsito das cidades (governo municipal) e não pelo empresário.

O conteúdo da campanha estará disponível no site www.transportepublico.org.br. Os vídeos ainda poderão ser acessados no canal NTU Brasil no YouTube.

Campanha

Promovida pela NTU, com a parceria das empresas associadas e entidades filiadas, a campanha vai tratar de cinco temas que ajudam o cidadão a entender melhor o funcionamento do sistema de transporte urbano: responsabilidades, custos, tarifa, investimentos e qualidade.

Os vídeos explicam de quem é a competência de organizar as linhas e horários, manter os pontos de parada, investir em qualidade e acessibilidade e definir os valores das tarifas dos ônibus. Outro assunto é a definição da tarifa e a relação dela com os custos de operação do sistema. A campanha também reforça a necessidade de unir esforços e recursos públicos e privados para melhorar a qualidade dos serviços. "Transporte público de qualidade custa caro", frisa Otávio Cunha.

Compartilhe esta notícia

últimas notícias

13 de julho de 2020

Modelo de transporte em Natal é injusto,

diz presidente da Fetronor Eudo Laranjeiras

13 de julho de 2020

Novas tecnologias utilizadas em ônibus

elevam segurança para passageiros

13 de julho de 2020

Prioridade do transporte público é primordial

para o bom funcionamento do trânsito (Artigo)

MAIS NOTÍCIAS