comunicação

Notícias

30 de julho de 2012

Em Natal, 800 ônibus terão "botão do pânico"
A partir do acionamento do "botão do pânico' pelo motorista do ônibus, o Ciosp recebe o pedido de alerta, rastreia a localização exata do ônibus

Em Natal, 800 ônibus terão

Os assaltos a ônibus nos primeiros sete meses do ano chegam a 157, segundo dados do Sindicato das Empresas de Transporte Urbano de Passageiros do Município de Natal (Seturn). Para tentar reduzir esse índice, é que o governo estadual está anunciando a ampliação de uma parceria já feita com as sete empresas de ônibus que operam em Natal, com a instalação do sistema eletrônico que alerta a ocorrência do crime em 600 veículos que circulam pela cidade.

O chamado "botão do pânico" já foi instalado em 200 ônibus, mas a  parceria agora vai levar à implantação do sistema em 800 veículos até 30 de setembro. O  diretor de Comunicação do Seturn, Augusto Maranhão, informa que em virtude da compra dos equipamentos eletrônicos, incluindo computadores, o investimento por cada ônibus chega a R$ 500,00, o que dá um total de R$ 300 mil, sem se falar nos valores investidos anteriormente.

Maranhão explicou que o governo do Rio Grande do Norte, através de convênio feito com a Secretaria Estadual de Segurança Pública e Defesa Social (Sesed) só entra com a parte logística, "que é quando o botão é disparado e a equipe de patrulhamento da policial é acionada", pois todo o investimento da aparelhagem está sendo feito pelas empresas de ônibus. Assinatura de ampliação do acordo ocorre às 10 horas de hoje, no Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp), situado dentro do QG da Polícia Militar do Rio Grande do Norte, no Tirol, e onde fica instalado os aparelhos aos quais são ligados diretamente o "botão do pânico", que acionado, avisa sobre a ocorrência de assalto no interior do transporte coletivo.

A partir do acionamento do "botão do pânico' pelo motorista do ônibus, o Ciosp recebe o pedido de alerta, rastreia a localização exata do ônibus - através de um GPS - e encaminha uma viatura até o local indicado do assalto.

Para atender a demanda, motoristas e cobradores participam desde o mês de março de treinamentos específico com policiais do Ciosp. O objetivo da capacitação é orientar os funcionários para o funcionamento do novo sistema, mostrar em qual momento exato o Ciosp deve ser acionado e quais as implicações jurídicas do uso indevido do botão.

Para o funcionário Renato Fernandes, que trabalha há 15 anos como motorista, a novidade traz mais conforto aos passageiros, e segurança para quem está trabalhando. "A linha em que trabalho nunca foi assaltada, mas não é por isso que vamos relaxar. Com esse monitoramento via satélite nós vamos ficar mais seguros, é sempre melhor prevenir", afirma.

Últimos assaltos 

- 24 de julho, terça-feira

- Linha 51 (Rocas/Pirangi - Via Praça), ônibus da empresa Via Sul, ocorrido no conjunto residencial Pirangi, na rua Porto de Pedras, por volta das 22h33;

- Linha 72 (Vale Dourado/Mirassol), ônibus da empresa Guanabara, ocorrido no Bairro Nordeste, também por volta das 22h30;

- Linha Eucaliptos/Ribeira, ônibus da empresa Santa Maria, ocorrido na avenida Ayrton Sena, próximo ao Motel Rarus. 

Compartilhe esta notícia

últimas notícias

18 de setembro de 2020

De que reforma tributária o transporte precisa?

Proposta de criação da CBS não é suficiente

18 de setembro de 2020

SEST SENAT realiza mobilização nacional

na Semana do Trânsito

17 de setembro de 2020

Setor de transporte começa a dar sinais de recuperação

Economista e representantes avaliam que o momento é de estabilidade

MAIS NOTÍCIAS