comunicação

Notícias

31 de março de 2014

Falta mão-de-obra qualificada
Mais de 85% dos empresários do transporte tem dificuldade para contratar

Falta mão-de-obra qualificada A dificuldade em contratar mão de obra qualificada é um problema observado em três modais pesquisados pela Confederação Nacional do Transporte (CNT) na Sondagem Econômica, divulgada nesta segunda-feira (24). Conforme o levantamento, 85,9% dos empresários enfrentam esta situação. No caso dos transportadores rodoviários, a escassez de profissionais qualificados é citada por 71,5% deles. Outros 19,4% destacam a falta de experiência e 17,9% citam o elevado custo da mão de obra como barreiras para as contratações.Nos modais aquaviário e ferroviário, além da insuficiência de pessoal qualificado, há outro problema estrutural: falta de cursos e escolas de qualificação especializada para os segmentos. No caso do transporte aquaviário, 35,7% dos empresários citaram esta deficiência; entre os representantes do setor ferroviário, a dificuldade foi lembrada por 40% dos entrevistados.   “Esse problema é um fator que limita a expansão e compromete o desenvolvimento do serviço de transporte”, destaca o documento. Na avaliação da CNT, é preciso “ampliar o número de centros de qualificação dado que, para os empresários, escassez de profissionais capacitados no mercado, falta de instituições formadoras e falta de experiência são as grandes causas desse obstáculo”.Fonte: CNT Notícias

Compartilhe esta notícia

últimas notícias

13 de agosto de 2020

Especial Transporte: empresas recorrem

até ao crédito rotativo para sobreviver

13 de agosto de 2020

Transporte público da Região Metropolitana do

Recife espera receber R$ 104 milhões de ajuda federal

13 de agosto de 2020

Campanha do SETURN mobiliza Natal e

arrecada 105 toneladas de doações

MAIS NOTÍCIAS