comunicação

Notícias

15 de setembro de 2015

Fetronor é contra a proposta de apropriação
Governo estuda a possibilidade de usar os recursos do Sistema S

Fetronor é contra a proposta de apropriação

O presidente da Federação das Empresas de Passageiros do Nordeste (Fetronor), Eudo Laranjeiras, considera um absurdo a notícia da possível apropriação por parte do Governo Federal na verba do Sistemas S do Brasil (de serviços de saúde, lazer e formação de profissionais para as áreas de Transportes, Indústria, Comércio e Agricultura). De acordo com Eudo, os recursos são do setor privado e não do governo.

"O que o Governo Federal está ventilando é um verdadeiro absurdo. Esse dinheiro é uma contribuição do próprio empresário que utiliza na aplicação do social e qualificação dos profissionais do Sistema S. Esse recurso está nas mãos dos empresários há 30 anos e vem sendo muito bem aplicado, ao contrário do que poderá acontecer caso termine nas mãos do governo, que possivelmente usará esse dinheiro para pagar salários de cargos comissionados", protestou o dirigente.

O presidente da Fetronor também disse que não acredita na aprovação de uma emenda constitucional. "Os parlamentares da Câmara e do Senado não podem aceitar essa apropriação, esse dinheiro não pode ir para um caixa único do governo. Não dá nem para pensar, quando mais se aceitar. O Sistema S é privado e não é do governo", encerrou Eudo Laranjeiras. Segundo estimativas, as contribuições do Sistema S para o setor variam entre R$ 25 bilhões e R$ 30 bilhões ao ano.

Compartilhe esta notícia

últimas notícias

13 de agosto de 2020

Especial Transporte: empresas recorrem

até ao crédito rotativo para sobreviver

13 de agosto de 2020

Transporte público da Região Metropolitana do

Recife espera receber R$ 104 milhões de ajuda federal

13 de agosto de 2020

Campanha do SETURN mobiliza Natal e

arrecada 105 toneladas de doações

MAIS NOTÍCIAS