comunicação

Notícias

18 de junho de 2014

Fetronor vê greve como inoportuna,
mas reconhece data-base dos motoristas

Fetronor vê greve como inoportuna,

O presidente da Federação das Empresas de Transportes de Passageiros do Nordeste (Fetronor), Eudo Laranjeiras, considera inoportuna a greve dos motoristas de ônibus da região metropolitana e Natal, mas reconhece que a data-base está dentro do período. "Devido ao importante momento que vivemos em Natal e no resto do o país com a realização da Copa do Mundo, penso que a greve está sendo realizada num período bastante inoportuno, mas que está na data-base correta", revelou.

Para o dirigente, o reajuste solicitado pela classe trabalhadora só será possível após um realinhamento tarifário, o que não ocorre há 58 meses no transporte metropolitano e 43 na capital. "Aguardamos que o governo estadual e a prefeitura se pronunciem a respeito, pois os empresários já absorveram quatro reajustes nos últimos anos e sem um realinhamento tarifário será impossível atender a solicitação de reajuste dos motoristas", explicou Eudo Laranjeiras.

O presidente do Sistema Fecomércio RN, Marcelo Fernandes de Queiroz, e a comitiva de empresários que estiveram em audiência com membros da cúpula do TRT RN, também se reuniram com o prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves. O encontro, na sede da prefeitura, teve o intuito de pleitear o apoio da Semob para que se faça valer a decisão do TRT que determinou o cumprimento da decisão judicial, que altera de 30% para 90% a quantidade de ônibus circulando nas ruas da capital potiguar, durante a greve da categoria.

Compartilhe esta notícia

últimas notícias

02 de dezembro de 2020

ANTT apreende oito veículos em operação

de combate ao transporte clandestino em Pernambuco

02 de dezembro de 2020

A 'bomba-relógio' do transporte público

que prefeitos eleitos terão em 2021

02 de dezembro de 2020

TV Globo conquista o Grande Prêmio CNT

Reportagem do Fantástico sobre brigas no trânsito ganhou a maior nota

MAIS NOTÍCIAS