comunicação

Notícias

09 de fevereiro de 2013

Frota de veículos em João Pessoa cresce 140%
Aumento vem causando engarrafamento no trânsito

Frota de veículos em João Pessoa cresce 140%


A facilidade oferecida pelo mercado e pelo governo federal para a aquisição do primeiro carro tem contribuído para que a frota de veículos nas principais capitais do Brasil aumente consideravelmente sem que a estrutura viária das cidades acompanhe essa ampliação. Uma matéria publicada em outubro de 2012, no jornal O Estado de São Paulo, apontou para um crescimento médio de 77% do número de veículos nas principais capitais brasileiras, nos últimos dez anos. Apesar de João Pessoa não estar entre as cidades que tiveram suas frotas pesquisadas, o aumento do número de veículos na capital paraibana é ainda mais alarmante, visto que a frota pessoense cresceu o dobro da média nacional, ou seja, 140% entre 2002 e 2012. O crescimento da frota da capital paraibana só ficou atrás do alcançado por Manaus (141,9%), que lidera a lista das cidades pesquisadas pelo O Estado de São Paulo.

Os dados são do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) que em seu site, na sessão estatísticas, mostra a evolução da frota de diversas cidades paraibanas desde o ano de 2000 até 2012. Segundo o órgão, em 2002, a frota de João Pessoa não passava dos 117.053 veículos. Em dezembro de 2012, a frota evoluiu para 281.830 carros, ou seja, um incremento de 164.777 veículos, o que representa um aumento de 140,77%. Apenas em 2012, o incremento foi de cerca de 22 mil veículos, ou seja, foram quase 2 mil carros novos ao mês entrando em circulação na cidade. E o impacto disso tudo é sentido, principalmente, pela população de João Pessoa que se depara com o aumento de congestionamentos e acidentes de trânsito nas vias da cidade, que não estava preparada para receber tantos carros.Hoje, toda a população está solicitando do poder público mais investimento em infraestrutura viária e em transporte público coletivo, que acaba recebendo críticas, que na realidade fogem de sua competência.

“Este é um número muito alto e que reflete o que vem acontecendo em todas as cidades em função das facilidades de financiamento do veículo novo. O poder público deve agir rapidamente porque embora seja um fenômeno nacional, cada cidade tem suas peculiaridades e quem anda de ônibus, sem que para eles tenham vias exclusivas, também sofre a demora nos percursos percorridos”, diz o diretor institucional da Associação das Empresas de Transportes Coletivos Urbanos de João Pessoa (AETC-JP), Mário Tourinho.Ele destaca que os problemas de atrasos nas viagens apresentados pelo sistema hoje tem tudo a ver com as atuais condições de trafegabilidade das principais vias da cidade que absorvem o impacto do aumento de veículos e que o projeto Caminho Livre, que prevê várias intervenções no trânsito da cidade, é uma alternativa para solucionar alguns dos problemas enfrentados pelo sistema de transporte público.Caminho LivreO projeto Caminho Livre prevê a implantação de um novo sistema de fluxo nas principais vias e avenidas da capital paraibana.

Entre as principais intervenções está o alargamento da Avenida Epitácio Pessoa, alteração da passagem de veículos no Centro e aumento do espaço para pedestres, ampliação do binário no Castelo Branco, criação de faixas exclusivas no bairro dos Bancários e a duplicação da via do Altiplano. O objetivo é aumentar a fluidez, dar mais mobilidade e organização ao trânsito na cidade, principalmente nos corredores de ônibus contemplando um conjunto de obras viárias a serem realizadas em curto prazo com objetivo de dar mais rapidez, conforto e segurança no trânsito e transporte à população.

Fonte: News - Assessoria & Comunicação

Compartilhe esta notícia

últimas notícias

13 de agosto de 2020

Especial Transporte: empresas recorrem

até ao crédito rotativo para sobreviver

13 de agosto de 2020

Transporte público da Região Metropolitana do

Recife espera receber R$ 104 milhões de ajuda federal

13 de agosto de 2020

Campanha do SETURN mobiliza Natal e

arrecada 105 toneladas de doações

MAIS NOTÍCIAS