comunicação

Notícias

13 de setembro de 2016

Governo apresenta
projeto de concessões

Governo apresenta

O governo federal apresenta, nesta terça-feira (13), o novo projeto de concessões em infarestrutura de transportes. Batizado de Crescer, ele contempla quatro aeroportos, dois terminais portuários, duas concessões rodoviárias e três ferroviárias. Além disso, definiu as novas diretrizes para a elaboração das propostas, editais e regulação. As novas medidas foram apresentadas após a primeira reunião do Conselho do PPI (Programa de Parcerias de Investimentos), realizada no Palácio do Planalto.

O cronograma do Executivo prevê, até o final deste ano, o lançamento dos editais dos aeroportos de Porto Alegre (RS), Salvador (BA), Florianópolis (SC) e Fortaleza, com leilões previstos para o primeiro trimestre de 2017. Os mesmo prazos são estimados para dois terminais de combustíveis de Santarém (PA) (STM 04 e 05) e para o terminal de trigo do Rio de Janeiro.

Para infraestrutura rodoviária, o governo planeja conceder a BR-364/365/GO/MG e a BR-101/116/290/386/RS, com publicação dos editais programada para o primeiro semestre e os leilões para o segundo semestre do ano que vem.

Já no caso das ferrovias, devem ser leiloadas a EF-151/SP/MG/GO/TO - Norte-Sul, a EF-170/MT/PA - Ferrogrão e a EF-334/BA - FIOL até o fim de 2017, com editais publicados no segundo semestre do próximo ano.

Entre as novidades está, também, a ampliação do prazo mínimo do edital, que passará para 100 dias. O objetivo é permitir que mais investidores se preparem para participar da concorrência. As regras também serão publicadas em inglês e português, para aumentar a transparência e facilitar a atração de investidores estrangeiros.

Natália Pianegonda
Agência CNT de Notícias

Compartilhe esta notícia

últimas notícias

06 de julho de 2020

Má gestão colapsou sistema de transporte em Natal

Revela consultor técnico do Seturn

06 de julho de 2020

Prefeitura de Natal reforça frota de ônibus

a partir desta segunda-feira (6)

06 de julho de 2020

João Pessoa libera 60% da frota de ônibus

com até 12 passageiros em pé

MAIS NOTÍCIAS