comunicação

Notícias

17 de maio de 2012

Greve de ônibus em Natal com muita confusão e descumprimento de ordem judicial
Justiça determinou frota de 50% durante o dia e de 70% nos horários de pico

Greve de ônibus em Natal com muita confusão e descumprimento de ordem judicial

No segundo dia de greve de motoristas e cobradores de ônibus em Natal, Rio Grande do Norte, as mesmas cenas de ontem: pontos lotados, confusão para os passageiros que não tinham a certeza de que poderiam ter acesso a uma condução, trânsito, gente preocupada em não chegar a tempo nos compromissos e muita reclamação.
 
Alguns ônibus foram vistos circulando pelas ruas, mas em número bem abaixo do determinado na noite desta segunda-feira pelo desembargador José Rego Júnior, vice-presidente do TRT (Tribunal Regional do Trabalho) da 21ª Região do Rio Grande do Norte.
 
Ele estipulou que, para não haver prejuízos à população, deve ser colocada nas ruas uma frota de 50% dos ônibus que servem o município e durante os horários de pico, das 05 h às 09 h e das 16h às 20h, a frota aumentaria para 70%
 
Em caso de descumprimento da determinação, o Sintro / RN – Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Rio Grande do Norte receberia multa diária de R$ 25 mil.
 
A quantidade de ônibus prestando serviços foi abaixo disso, mas o que normalmente ocorre é que nas reuniões de conciliação os sindicatos aceitam um reajuste meio termo, agradando aos empresários de ônibus e como condição de voltarem, ganham o perdão deste tipo de multa.
 
Por isso que é tão fácil, em caso de uma greve de ônibus, descumprir a frota mínima determinada pela Justiça, isso em qualquer lugar do país.
 
Os motoristas e cobradores de ônibus, representados pelo Sintro, pedem 14,13% de aumento salarial e aumento no valor do vale alimentação de R$ 150,00 para R$ 200,00.
 
A Semob, Secretaria de Mobilidade Urbana, cadastrou ônibus particulares, táxis e lotações para fazerem as principais linhas do ônibus, mas os veículos são em número insuficiente e não deram conta da demanda.
 
 
Adamo Bazani, jornalista da Radio CBN, especializado em transportes.

Compartilhe esta notícia

últimas notícias

04 de junho de 2020

Justiça indefere pedido de lockdown no RN

Ação foi de autoria da Associação de Juristas Potiguares

04 de junho de 2020

Pós-pandemia: cidades precisam repensar a mobilidade urbana

Confira entrevista com presidente da ANTP

04 de junho de 2020

Trabalhadores do transporte têm até 30 de junho

para se vacinarem contra a gripe

MAIS NOTÍCIAS