comunicação

Notícias

18 de maio de 2012

Horário alterado pelo empregador não viola artigo 468 da CLT
Levou-se também em consideração o fato de que, se a possibilidade de alteração de horário estiver prevista expressamente no contrato de trabalho

Horário alterado pelo empregador não viola artigo 468 da CLT

Em acórdão da 13ª Turma do Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região, a desembargadora Cíntia Táffari entendeu que é possível que haja alteração do horário de trabalho de forma unilateral pelo empregador sem que se viole o artigo 468 da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT).


Ao proferir sua decisão, a magistrada afirmou que “a mera mudança do horário de trabalho não importa, por si só, em alteração ilícita do contrato, sendo inerente ao ‘jus variandi’ do empregador a prerrogativa de ajustar, adequar e até mesmo alterar as circunstâncias que envolvem a prestação de trabalho, entre elas, as relativas à jornada de trabalho.”


No entendimento, levou-se também em consideração o fato de que, se a possibilidade de alteração de horário estiver prevista expressamente no contrato de trabalho, a modificação torna-se ainda mais legítima, não violando, portanto, o artigo 468 consolidado, que trata de jornada de trabalho.


Assim, ao recurso ordinário da reclamante foi negado provimento nessa tese em particular, por unanimidade de votos da turma julgadora.
(Proc. 00195005820085020077 – RO)  Fonte: www.trt2.jus.br

Compartilhe esta notícia

últimas notícias

04 de junho de 2020

Justiça indefere pedido de lockdown no RN

Ação foi de autoria da Associação de Juristas Potiguares

04 de junho de 2020

Pós-pandemia: cidades precisam repensar a mobilidade urbana

Confira entrevista com presidente da ANTP

04 de junho de 2020

Trabalhadores do transporte têm até 30 de junho

para se vacinarem contra a gripe

MAIS NOTÍCIAS