comunicação

Notícias

30 de julho de 2012

Integração com ônibus
Os ciclistas também poderão encurtar as distâncias, uma vez que uma parte do trajeto poderá ser feito sobre duas rodas e o restante de barco

Integração com ônibus

Recife - O projeto de navegabilidade do Rio Capibaribe foi concebido para ser inserido no Sistema Estrutural Integrado (SEI) dando acesso ao ônibus, metrô e, em breve, ao Bus Rapid Transit (BRT), e para permitir, ainda, a integração com o carro e a bicicleta. Isso porque as estações de embarque e desembarque serão equipadas com bicicletários e estacionamento para automóveis. O ponto de partida do corredor hidroviário Oeste já começa dando ao usuário a possibilidade de fazer a integração com o metrô ou o ônibus na estação Recife, no Centro. Isso significa, por exemplo, que uma pessoa que mora em Boa Viagem pode chegar aos bairros da Torre, Jaqueira, Casa Forte e arredores iniciando o trajeto pela Linha Sul do metrô e depois integrando com o barco na primeira estação fluvial. 

Foi essa a possibilidade vislumbrada pela estudante de Terapia Ocupacional Gabriela Guedes, 23 anos. Todos os dias, ela saía de Boa Viagem para a Tamarineira onde fazia estágio. Para chegar ao destino, pegava o metrô até a Joana Bezerra. De lá, continuava pela Linha Centro até Afogados, onde tomava um ônibus no Terminal Integrado até a Avenida Conselheiro Rosa e Silva. “Se o projeto já estivesse pronto, eu poderia simplesmente continuar na Linha Sul até a estação Recife e de lá pegar o barco direto, economizando tempo e energia”, calculou.

Os ciclistas também poderão encurtar as distâncias, uma vez que uma parte do trajeto poderá ser feito sobre duas rodas e o restante de barco, já que as estações terão bicicletários. “Uso a bicicleta para ir ao trabalho. Se eu pudesse pedalar só a metade do caminho seria bom para não ficar tão cansado”, avaliou o balconista Mauri Mário da Silva, 42.

Algumas estações estarão posicionadas nas proximidades dos corredores Leste/Oeste e Norte/Sul, como as do Derby e do Tacaruna. Também haverá opções de integração em Santana e na BR-101, em Apipucos. O professor da UFPE, Oswaldo Lima Neto, que participou da concecpção do projeto de navegabilidade, explicou que estão previstas linhas de ônibus integrando nessas estações, sendo possível usar os dois modais pagando uma única passagem. (Diario de Pernambuco – Vida Urbana)

Compartilhe esta notícia

últimas notícias

22 de janeiro de 2021

Número de passageiros de ônibus em Mossoró

cai mais de 90% durante a pandemia

22 de janeiro de 2021

Em webinar do Sistema CNT, especialistas

apontam oportunidades na aplicação da Lei de Proteção de Dados

21 de janeiro de 2021

Grande Recife propõe aumento de tarifa

nos horários de maior demanda e redução da passagem fora do pico

MAIS NOTÍCIAS