comunicação

Notícias

08 de janeiro de 2015

Ministros destacam prioridades para diferentes modais de transporte
Antonio Carlos Rodrigues destacou que dará continuidade às obras prioritárias em ferrovias e rodovias

Ministros destacam prioridades para diferentes modais de transporte

Entre os dias 2 e 6 de janeiro, tomaram posse os novos ministros dos Transportes e das Cidades e das Secretarias da Aviação Civil e Especial de Portos. Nas solenidades, os titulares das pastas destacaram as prioridades para diferentes modais de transporte e para a mobilidade urbana.

Ministério dos Transportes

O novo titular da pasta, Antonio Carlos Rodrigues, destacou, no discurso de posse, que dará continuidade às obras prioritárias em ferrovias e rodovias e aos projetos de concessões. "Os investimentos, que pretendo manter e ampliar, deram grande melhoria à logística de transporte de cargas do país e ofereceram melhores condições para distribuição da produção nacional", disse.

Rodrigues também salientou que pretende nomear técnicos para assumir o comando do Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes) e da Valec.

O novo ministro é advogado e empresário. Ele integrou o Conselho Administrativo da Companhia do Metropolitano de São Paulo, foi secretário adjunto de Esportes e Turismo do Estado de São Paulo, diretor-presidente da EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos de São Paulo) e secretário de Serviços Públicos da Prefeitura de Guarulhos.

Secretaria de Aviação Civil

O novo titular da pasta, Eliseu Padilha, defendeu, ao assumir o cargo, que políticas para a aviação regional sejam mantidas como prioridade. O objetivo, segundo ele, é adotar todas as medidas para antecipar o cronograma de implantação do Plano de Aviação Regional, que prevê investimentos em 270 aeródromos regionais. Desses, 229 estão com projetos em elaboração. A ideia, segundo Padilha, é lançar as primeiras licitações ainda este ano.

Além disso, destacou que o governo planeja novas concessões de terminais aeroportuários, mas ainda não detalhou quais. Segundo o ministro, é uma discussão que irá ocorrer dentro do governo.

Padilha é advogado e empresário. Ele foi secretário dos Negócios do Trabalho, Cidadania e Assistência Social do Governo do Estado do Rio Grande do Sul, prefeito de Tramandaí (RS), ministro dos Transportes entre 1997 e 2001 e deputado federal entre 1995 e 1999 e entre 2003 e 2011.

Secretaria Especial de Portos

O novo ministro da Secretaria Especial de Portos, Edinho Araújo, estabeleceu como prioridade a solução dos arrendamentos de áreas portuárias junto ao TCU (Tribunal de Contas da União) e das pendências que emperram a nova Lei dos Portos, em vigor desde 2013.

"É importante dizer que a expansão e a modernização da infraestrutura dos portos brasileiros dependem de investimentos diretos da União e de parcerias estratégicas com o setor privado, além de uma sinergia entre os modais de transportes rodoviário, ferroviário, hidroviário, portuário e aeroportuário", destacou, no discurso de posse.

Ministério das Cidades

O novo ministro das Cidades, Gilberto Kassab, salientou, entre os objetivos da sua gestão, concretizar investimentos de R$ 143 bilhões para obras de mobilidade urbana no país. Ele também disse que ampliará a parceria com movimentos sociais e entidades representadas pelo ConCidades (Conselho das Cidades) para consolidar políticas de desenvolvimento urbano e ampliar recursos públicos e privados para mobilidade, acessibilidade e segurança no trânsito, entre outros.

Kassab já foi vereador, deputado estadual, secretário municipal de Planejamento e deputado federal por São Paulo. Em 2004, foi eleito vice-prefeito da capital paulista. Assumiu a prefeitura em 2006 e foi reeleito em 2008.

Natália Pianegonda

Agência CNT de Notícias

Compartilhe esta notícia

últimas notícias

30 de setembro de 2020

Publicação orienta candidatos sobre

transporte público

29 de setembro de 2020

Gestão ágil requer adaptabilidade e

flexibilidade das organizações

29 de setembro de 2020

Sistema CNT promove capacitação

em gestão ágil para setor transportador

MAIS NOTÍCIAS