comunicação

Notícias

20 de junho de 2014

Sest Senat apoia segunda fase do Pronatec
Entidade deve formar 100 mil alunos no primeiro semestre

Sest Senat apoia segunda fase do Pronatec

O Sest Senat é uma das entidades parceiras do governo federal na execução do Pronatec (Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego), que deve registrar, até o final deste ano, oito milhões de matrículas em cursos profissionalizantes. Lançada nesta quarta-feira (18), a segunda etapa do projeto prevê a ampliação no número de beneficiados - 12 milhões de vagas em 220 cursos técnicos e 646 cursos de qualificação a partir de 2015.

A presidente Dilma Rousseff participou da cerimônia e destacou a importância da parceria com as instituições do Sistema S. "O Pronatec não para de crescer e nós estamos criando, com o apoio das entidades parceiras, alunos, professores, universidades públicas e privadas, oportunidades de aprendizado e emprego para jovens e adultos. Precisamos olhar e focar na questão da produtividade da economia", afirmou.

Dilma entregou ao diretor-geral do Sest Senat, Wesley Passaglia (foto), uma placa de destaque e agradecimento pela parceria durante a primeira etapa do projeto. "O Pronatec acabou se tornando o carro-chefe da instituição. Vamos formar, no primeiro semestre, aproximadamente 100 mil alunos e nossa expectativa é ampliar ainda mais as matrículas. É importante para o setor de transporte oferecermos cursos com muitas horas de qualificação, é um diferencial", destacou Passaglia.

Segundo ele, outro destaque da nova fase do Pronatec é a formação dos itinerários formativos. O novo método prevê a organização dos currículos para permitir aos estudantes que aproveitem e validem disciplinas de outros cursos para prosseguir na formação. A mudança permite a eles economizar horas de estudo, além de ampliar a experiência profissional e as possibilidades de inserção no mercado de trabalho.

Henrique Paim, ministro da Educação, disse que o Pronatec é um dos programas de formação profissional mais inclusivos do país. Para o ministro, o principal desafio é ter capilaridade e atingir um grande número de matrículas a nível nacional. Na primeira etapa, ele traçou um perfil dos alunos do Pronatec: 60% são mulheres, 67% jovens entre 15 e 29 anos; 65% negros; e 81% com o Ensino Médio concluído ou em curso.

Oportunidade
Alunos do Pronatec da unidade do Sest Senat de Luziânia (GO) participaram da cerimônia. Todos destacaram a importância do Programa para atuação profissional no setor de transporte. Abinadabes Lima dos Santos, 33 anos, da turma de Formação de Novos Motoristas, afirmou que as aulas são uma oportunidade para melhorar o currículo. "O Pronatec abre novas portas, traz especialização e mais incentivo para a contratação no mercado de trabalho", disse.

Manoel Messias, 30 anos, já aprimorou o seu currículo com diversos cursos do Sest Senat, por meio do Pronatec. Concluiu os treinamentos de Movimentação Operacional de Produtos Perigosos (MOPP); Transporte Escolar; Transporte Coletivo; e Operador de Empilhadeira. Atualmente, estuda o curso de Formação de Novos Motoristas e de Transporte de Cargas Indivisíveis. O principal objetivo, destacou, é ter experiência e mais conhecimento na área.

Rosalvo Streit

Agência CNT de Notícias

Compartilhe esta notícia

últimas notícias

30 de novembro de 2020

Vencedores do Prêmio CNT de Jornalismo

serão conhecidos em live nesta terça-feira (1º)

27 de novembro de 2020

ITL e SEST SENAT inauguram turma

de Especialização em Gestão de Finanças

27 de novembro de 2020

Inflação prévia do setor de transportes

para novembro tem alta de 1%

MAIS NOTÍCIAS